Quase todos os livros sobre Reiki afirmam que o Usui Sensei foi Diretor da Universidade Doshisha, de Kyoto, e que mais tarde estudou na Universidade de Chicago. Arquivistas de ambos os institutos, quando consultados, informaram que Mikaomi Usui não se matriculou em nenhum curso, nem lecionou em nenhuma das escolas. Em vários livros, o movimento Reiki original de Usui, o qual é chamado de Usui Shiki Ryoho, é mencionado como “Usui Shiko Ryoho”. A palavra japonesa “shiki” quer dizer estilo, forma ou sistema. A palavra “shiko” significa urina.

Muitas fontes afirmam que o Usui Sensei era cristão. Até hoje não foi achada nenhuma prova disso nos seus ensinamentos. Imagina-se que os aspectos aparentemente cristãos do Reiki foram acrescentados nos Estados Unidos para torná-lo mais facilmente aceitável nos países cristãos. Presume-se que o Usui Sensei tenha trabalhado em favelas curando mendigos, seguindo uma orientação bastante cristã. Ele prestou ajuda às vítimas do grande terremoto Kanto, que devastou Tóquio em 1923. Mesmo que tenha seguido princípios cristãos em algum momento de sua vida, isso não quer dizer que ele fosse um cristão no sentido clássico.

Mikao Usui Sensei, o criador do Reiki Ryoho (tratamento) nasceu em Taniai Mura (hoje Miyamacho), Yamagata, prefeitura de Gifu, em 15 de agosto de 1865. Ele era descendente da família de Chiba Tsunetane, um guerreiro samurai, que viveu entre 1118 e 1201 em Chiba, perto de Tokyo. Ele é muito conhecido nas histórias japonesas e seus descendentes

Carregam no nome uma parte do nome dele – “tane”. O nome do pai do Usui Sensei era “Tane-ji”.

Em sua juventude Usui Sensei viajou pelo mundo para alargar sua experiência e expandir seus conhecimentos. Ele não foi um homem rico, lutava para ganhar dinheiro e freqüentemente mudava de atividade, trabalhando em vários campos como funcionário público, jornalista, secretário político e ainda missionário religioso e conselheiro para a reabilitação de presos.

Sua vasta experiência permitiu-lhe ver o mundo sob várias perspectivas e ele veio a se fazer uma pergunta definitiva: “Qual é o verdadeiro propósito da vida?”

Depois de muito pensar e refletir e tendo estudado história, medicina, Budismo, psicologia, asceticismo, para citar apenas alguns, ele chegou a uma conclusão: “O definitivo propósito da vida é alcançar um An-jin Ryu-Mei, que significa “estado de completa paz da mente ou completa quietude”.

Ele foi levado a estudar Zen Budismo com o propósito de alcançar esse estado. Entretanto, independente de praticar asceticismo por três anos, ele não alcançou a iluminação. Preocupado, ele consultou seu mestre Zen, por quem tinha grande respeito, para orienta-lo sobre como deveria treinar para alcançar seu grande desejo. Seu mestre respondeu imediatamente, dizendo: “Bem, talvez você deva experimentar a morte”.

Usui Sensei ficou surpreso e pensou que talvez sua vida tivesse acabado. Então, em março de 1922, ele desistiu de viver e subiu o Monte Kurama para fazer um retiro e jejuar. Esse jejum não era um treinamento como indicam muitos livros no Ocidente. Isto era feito como preparação para a morte.

Na sua terceira semana de jejum Usui Sensei sentiu repentinamente um forte choque no centro de sua cabeça, como se tivesse sido golpeado por um raio. Então perdeu a consciência. Depois de várias horas ele acordou ao amanhecer. Para sua surpresa ele se sentia bem, de uma maneira que nunca tinha sentido antes. Durante esse incidente a energia divina Reiki havia penetrado seu corpo e sua alma. Ele finalmente alcançara a iluminação que tanto perseguira.

Usui Sensei ensinou a mais de 2000 alunos e formou 16 professores de Reiki. Faleceu em 9 de março de 1926, aos 60 anos, de uma apoplexia cerebral, enquanto dava uma aula de Reiki em Fukuyama. Foi enterrado ao lado do Templo Saioji, em Suginami-Ku, Tókio. Seus alunos colocaram junto à sua tumba um memorial de pedra, onde está descrita sua vida e obra com o Reiki.

Newsletter

Assinar

Recebe nossas Novidades

Adquira nosso aplicativo

aplicativo

codigoQR.jpj

Copyright © 2008 - 2014- reikimawashi.com -Todos direitos reservados.